quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

O Horóscopo dos Estados Unidos






A carta nacional dos Estados Unidos

Neste novo artigo é nosso objetivo refletir sobre o horóscopo dos EEUU, utilizando para isso 3 afirmações que o Mestre Tibetano faz nos livros de Alice Bailey sobre o que seguramente pode ser considerado o país mais importante da era moderna.

É muito importante para nós, o estudantes do livro “Astrologia Esotérica” de Alice Bailey, poder cotejar as afirmações do Mestre com o horóscopo em questão, já que esta comparação reflexiva nos permite aprofundar de forma mais prática e concreta nos “maravilhosos” (por serem novos) conceitos astrológicos aportados pelo livro nomeado acima.



As 3 afirmações do Tibetano

1-    Os EEUU são um país com uma Alma regida pelo 2º Raio de Amor Sabedoria e com uma Personalidade pertencente ao 6º Raio de Devoção ao Ideal.



2-    Os EEUU são um país que pode manifestar e iluminar os grandes ideais que promovem a unidade mundial, mas igualmente, também existem nele poderosas forças egoístas que promovem ideais míopes ou separatistas.



3-    No horóscopo dos EEUU Aquário exerce um papel muito destacado.



Horóscopo dos Estados Unidos da América do Norte






Reflexão/análise da carta através das 3 afirmações do Mestre

Na carta podemos bem observar em relação ao ponto 1-2 que a grande capacidade de gerar ideais dos EEUU está inscrita muito poderosamente em seu Netuno conjunção MC com Ascendente Sagitário, por ser Netuno o sentimento idealizado e o Arqueiro, o poder de focalizar a mente em uma direção: o ideal motivador

Que referido idealismo seja egoísta excludente ou generosamente incluente dependerá muito da capacidade do povo americano de gerir a frustração que traz consigo sua poderosa casa 8 em Câncer junto com sua ajustada quadratura Sol-Saturno expresando-se externamente através de Marte angular (casa 7) em Gêmeos.

Como sabemos pela astrologia esotérica, toda frustração é uma oportunidade.

Gêmeos/Urano da casa das relações, é um dos aspectos mais benignos da carta, para não dizer mais, já que Gêmeos traz consigo a energia do raio regente da Alma dos EEUU, e Urano é a “inteligência cósmica”, duas qualidades que podem alterar os egoísmos demasiado sentimentais ou centralizados refletidos em Câncer e em um Marte muito reativo (por estar na casa VII) e caprichoso em Gêmeos. Neste caso o signo dos Gêmeos junto com o clássico egoísmo de Marte estão vinculados com a expressão pessoal ou o aspecto exotérico da carta. Como sabemos toda carta pode ser analisada de dois pontos de vista, o pessoal e o da alma, embora em nosso caso sempre centremos a atenção no aspecto Alma, sabendo que o significado maior inclui o menor.

Portanto, como íamos dizendo, Gêmeos/Urano de seu significado mais esotérico pode decantar a expressão do ideal  (inscrita na casa 10 através de Netuno) para ideais mais incluentes. Se, pelo contrário, o povo americano se deixar arrastar pelo poder mais tradicionalista, apegado, orgulhoso e escuro refletido em Câncer/Sol/casa 8/Marte, os ideais que se expressarão pela casa X serão autocentrados, egoístas ou demasiado patrióticos, ideais estes que parecem mais ser o reflexo do atual presidente, mas que é claro que não são do anterior, Barack Obama. Nestes casos, temos que saber que as nações, (com sua gente), como as pessoas, são como pêndulos que bailam na dualidade, e que é bom pensar que em toda dualidade se sinaliza a oportunidade de relacionar, compreender, incluir e unificar-se com aquilo ou aquele que também é parte do próprio país ou de si mesmo.



Os signos que trazem ao nosso sistema solar o 2º Raio de Amor Sabedoria regente da Alma dos EEUU são Gêmeos – Virgem – Peixes;  e os que traem ao nosso sistema solar o 6º Raio de Devoção e Idealismo pertencente à Personalidade dos EEUU são Virgem – Sagitário – Peixes.

Se observarmos, estes quatro signos (à exceção de Peixes) estão muito presentes no horóscopo, sendo o significado de Gêmeos, a energia principal que pode decantar a tendências do horóscopo em favor do 2º Raio, regente da Alma do país. Gêmeos é a qualidade que relaciona as dualidades, e se esta atitude aberta à comunicação com o outro, que promete Gêmeos na casa 7, se impuser nos EEUU, podemos bem pensar que o grande poder de idealizar que verdadeiramente ostenta Netuno, (como regente esotérico e hierárquico de Câncer em conjunção MC), será mais descentralizado e universal.

Contudo, sabemos que para a astrologia esotérica o signo ascendente sempre marca o propósito da Alma, e neste caso o signo é Sagitário, portador do 6º Raio ou força mais pessoal egoísta dos EEUU, e temos de pensar, pois, que sua contribuição é negativa? A resposta é NÃO, mas sim que os EEUU, para aproximar a sua Alma de 2º Raio, paradoxalmente deve se aprofundar na correta aplicação da energia sagitariana tão vinculada ao 6º Raio e que em sua frase da Alma nos diz:

“Eu vejo a meta, Eu atinjo essa meta e, então, vejo outra”.

Esta frase, ao fazer referência à Alma por ser o ascendente, nos diz que o propósito da Consciência dos Estados Unidos é ter devoção ou saber se focalizar em objetivos (ideais) nobres e incluentes, refletidos em seu polo oposto Gêmeos, e que se assim não for, é claro que por trás disso NÃO está o propósito de Sagitário, e sim a tendência tradicionalista (Câncer Personalidade) de uma poderosa ambição (Sol quadratura Saturno) que utiliza obscuramente a riqueza alheia (casa 8) justificando-se através de um poderoso ideal (Netuno em casa X) regido por um débil e confuso raciocinar (Mercúrio regente exotérico de Virgem/Netuno em casa 8 oposto a Plutão) condicionado por uma tradição patriótica (Câncer) egoísta e caduca.

De fato, e em favor de Sagitário, observemos bem como tanto a linha de seu regente esotérico, (a Terra), como a de seu regente hierárquico, (Marte), passam por Gêmeos.

-         A Terra, regente esotérico de Sagitário, está em Capricórnio, regida esotericamente por Saturno em Libra, por sua vez regido, também esotericamente, por Urano em conjunção angular em Gêmeos.

-         Marte, como regente hierárquico de Sagitário, está em Gêmeos.

  

Portanto, Sagitário (o propósito da Alma) através de seus regentes adquire um matiz geminiano, ou o que é o mesmo, uma maior descentralização e flexibilidade. Diríamos que a interação Sagitário Gêmeos aporta ao propósito da Alma dos EEUU a oportunidade de poder se focalizar através de ideais (qualidade de Sagitário/6R) cada vez mais incluentes (qualidade de Gêmeos/2R).



E para finalizar com o ponto 1-2 Netuno e Virgem, ambos, duas energias, (uma mais concreta por ser um planeta e a outra mais subjetiva), que atesouram e entremesclam em seus significados tanto as qualidades do 2º Raio da Alma como as do 6º Raio Pessoal dos Estados Unidos.  Contudo, se pensarmos que os EEUU são um país com certo nível de evolução, (ao menos é esta minha impressão), é lógico supor que este cada vez utilizará mais e melhor Netuno Virgem em relação ao 2º R de sua alma em detrimento ou para o controle do sexto pessoal.

De fato, voltando às regências, e pensando em Virgem como portador do 2º Raio, Netuno em Virgem estão em recepção mútua hierárquica com Júpiter em Câncer, o planeta portador do 2º Raio, em seu signo de exaltação, e que por sua vez é o regente exotérico do Ascendente e esotérico da Lua em Aquário.

Como podemos ver, o horóscopo mostra diversas tendências, sendo as relacionadas com a Alma de 2º Raio, Gêmeos – Virgem – Netuno – Júpiter, as que mais nos interessam ressaltar através do significado do sempre importantíssimo signo Ascendente, Sagitário.





Em relação ao ponto 3 e ao papel de Aquário na carta, não cabe nenhuma dúvida do poder que ostenta a Lua em Aquário na casa 3 ou casa da comunicação.  Na verdade esta Lua ativando a cruz fixa em sua própria regência hierárquica e como regente exotérico de todos os planetas em Câncer e esotérico do esplêndido Netuno em Virgem é, sem nenhum tipo de dúvidas, uma das chaves do horóscopo.

Lembremo-nos de que a regência hierárquica é a posição intermediária,  o resultado objetivo que se manifesta da relação (mais ou menos harmoniosa) entre a Alma (esotérica)  e a Personalidade (exotérica), e neste sentido, a Lua, entendida pela astrologia esotérica como “a vontade de Deus” para expressão através da forma, materializa todo o anteriormente exposto através das qualidades aquarianas.  Poderíamos dizer que em a Lua se concentra o resultado final, a expressão do 2R da Alma dos Estados Unidos, através do serviço universal refletido em Aquário.



Como sabemos, a Astrologia Esotérica considera que as forças básicas lunares, logicamente em consciências evoluídas, velam ou ocultam a energia de 3 planetas sagrados, Vulcano – Netuno ou Urano, e que é trabalho do astrólogo chegar a saber pelas atitudes do sujeito dono do horóscopo qual dos três é o dominante na consciência.

Neste caso, quando os EEUU expressam generosidade e empatia mundial, é claro que a Lua está velando as energias de um Urano em Gêmeos. Esta atitude está vinculada com a expressão objetiva do 2º R.

Por outro lado, quando os EEUU expressam patriotismo e medo ao externo está velando um Netuno muito condicionado por Câncer. Esta atitude está vinculada com a expressão objetiva de um 6º R condicionado pelas tendências pessoais egoístas.

E também, como é lógico em todo processo dual, em certas épocas de sua história a Lua dos EEUU esteve e estará velando Vulcano, como o aspecto interno que constrói e fusiona as dualidades, atitude vinculada ao aspecto subjetivo de um 2º R de Alma.

Astrologicamente Vulcano está situado ao lado do Sol em Câncer como regente esotérico de Virgem. Vulcano, o modelador, neste horóscopo é aquela energia intermediária entre o significado pessoal de Câncer e o mais universal de Aquário que, através de Virgem, é capaz de utilizar as forças transformadoras da casa 8 para construir e fusionar uma forma (lunar) mas de acordo com as demandas, cada vez mas incluentes, que Gêmeos, com Urano + Marte como regente hierárquico de Sagitário, da Alma exige.






Os Presidentes dos EEUU  (sinastria)

Podemos pensar que se para o horóscopo dos EEUU a linha Sagitário – Gêmeos + a qualidade de Aquário é a chave, também deveria ser para os horóscopos de seus presidentes. Sem ir mais longe, se sobrepomos ambos os horóscopos, podemos observar, para citar alguns exemplos, a importância que teve para seu brilhante triunfo a Lua em Gêmeos de Barack Obama, com trino a seu Júpiter em Aquário como regente esotérico do ascendente. Assim como também do poder que exerceu na eleição do atual presidente, Donald Trump, onde seu horóscopo mostra uma lua cheia em Sagitário com Sol em Gêmeos. E para finalizar como a Nobreza do MC em conjunção Netuno Saturno em Sagitário da carta natal de Abraham Lincoln coincide com o ascendente de seu país, tal como a Lua em Aquário deste coincide com o sol e ascendente de Lincoln.



Desejamos de todo coração que esta análise reflexiva sirva para avançar no conhecimento e aplicação prática da astrologia da Alma.






Artigo escrito em Lua Cheia de Sagitário:
“Eu vejo a meta, Eu atinjo essa meta e, então, vejo outra”.
Ali onde a mente projeta seu olhar nasce a intuição, a pronta atitude de todas as partes implicadas.



David.C.M. (logos.astrologiaesoterica@gmail.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário