sábado, 28 de dezembro de 2013

Regente esotérico CAPRICORNIO







Capricórnio

Capricórnio é como uma grande árvore velha e solitária, mas de grande nobreza e majestade. A solidão da grande árvore é necessária para que ela possa ser observada e expressa em plenitude. Ele fez um lugar para si, através do tempo, a constância e o respeito, um lugar onde a pessoa se sente acolhida e, na solidão interna, é possível pressentir a grandeza do seu amor.

A energia de Capricórnio nos mostra o poder que a nobreza da terra oculta. Em Touro, o desejo iluminado dirige a consciência para o coração da matéria, Virgem, onde o amor é nutrido para que, finalmente, a sua grandeza possa ser materializada em Capricórnio.

A aquisição da autoconsciência e o intenso poder que ela expressa são conquistados através de Leão-Escorpião, mas a culminação desta aquisição, o indivíduo único capaz de materializar esta brilhante autoconsciência como propósito espiritual e serviço humanitário, alcança-se em Capricórnio.







Saturno regente exotérico e esotérico de Capricornio


A palavra-chave de Capricórnio é ambição, e uma palavra muito importante em relação a Saturno é dificuldade. Podemos então imaginar o poder que estas duas podem gerar contra forças relacionadas entre si. O dom do capricorniano é a sua capacidade de submeter a matéria através desta dualidade.


Saturno é o planeta que marca o grau de evolução em um horóscopo. As realidades internas e externas que seus trânsitos e aspectos transmitem em uma carta natal nos dão muita informação a respeito. Ele é o círculo intransponível, através do qual se conquista a disciplina e a consequente realização da ambição, tanto espiritual como material.

No caso de uma ambição egoísta, Capricórnio consegue vencer através da destruição dos impedimentos, muitas vezes mostrados como inimigos objetivos (externos) a derrotar sem levar em conta as consequências. A disciplina e o poder que esconde referida ambição está inscrita na própria raiz do nativo, controlando mente, emoções e cérebro (aspecto físico) em uma só direção. Sem escrúpulos, a ambição egoísta projeta, através da dificuldade que Saturno traz, um inimigo em seu próprio ambiente, que há que destruir ou dominar.

Uma ambição espiritual ou altruísta é aquela que compreende que a dificuldade que Saturno transmite não é somente seu resultado externo, é também a oportunidade de poder se interiorizar, refletir e praticar a ação correta.
Uma consciência assim reconhece seu poder “pecador” e, em tal reconhecimento, é capaz de “parar”: deixar de se repetir ou de tropeçar vezes seguidas na mesma pedra. Tal “parar” é um atitude basicamente mental, que permite reconhecer a nova energia gerada, graças à decisão de não atuar de forma compulsivo-reativa. Atingido este ponto, a mente, graças à Luz da Consciência, está aprendendo a subjetivar a dificuldade, aparecendo com isso um novo sentido da realidade, capaz de reconhecer que a única ambição válida é ser construtivo por meio do serviço altruísta: o dom de Aquário aparece no horizonte.



Darma versus Carma

Saturno é o representante máximo do Carma e seus impedimentos podem gerar autodefesas, medos, rancores e atitudes compensatórias muito destrutivas e geradoras de mau carma. Mas em Saturno existe um Mestre do “simples”, um trampolim que nos aproxima do poder realizador que escondem as palavras: inteligência prática. A atitude positiva da aceitação da dificuldade. A oportunidade para a constante atenção, que esconde “o segredo” do dinâmico e alegre saber estar. O Darma que destrói o Carma.




A frase para a Alma:

Eu estou imerso na luz suprema e a esta luz dou as costas”


Aqui a luz é a mente guiada pela Alma (consciência iluminada), mas é uma mente imersa em um lugar “incrível”, divino, um lugar capaz de revitalizá-la e lhe dar um “novo sentido” que lhe permita, ao retornar, oferecer uma nova imagem plena de Luz e de Propósito renovado.

Dar as costas é algo natural, sempre há um ponto do qual não se pode passar, e então nós damos a volta, mas satisfeitos, e com as baterias renovadas pelo fato de ter estado ali, no limite, no autoesquecimento, no claro desapego que nos mostra uma nova realidade ou propósito mas próximo da nossa verdade.










RAIOS:

O 1º Raio através do poder do próprio signo de destruir e vencer obstáculos de forma contundente.

O 3º Raio através da regência de Saturno, se mostra como a capacidade de materializar de forma inteligente e prática. A matéria se estrutura, mais tarde realiza, depois se cristaliza e, finalmente, morre. Este processo é regido por Saturno e mostra seu máximo poder em Capricórnio.

O 5º Raio se mostra através de Vênus. Quando a consciência, graças ao equilíbrio inteligente da matéria, alcança um alto nível, pode mostrar relações plenas de harmonia e amor. Vênus está bem situado neste signo, tal como Saturno (3R) está em Libra.

O 7º Raio também está presente em Capricórnio com seu poder de materializar no mais denso da matéria.


Não há raios pares ou raios de Amor em Capricórnio, somente raios ímpares de Vontade e Inteligência. Netuno (6º Raio) e Júpiter (2º Raio) estão em queda neste signo. A necessária solidão-concentrada do que busca ou ambiciona não permite entretenimentos “amorosos”, mas é evidente que uma vez encontrado o buscado, em seu Caminho de retorno, o buscador é capaz de compartilhar com muito Amor.




David C.M. ( logos.astrologiaesoterica@gmail.com )

Um comentário:

  1. Oi gostei do blog. Veja as previsões de Aline, da Cidade das Pirâmides, para o ano de 2014. https://www.youtube.com/watch?v=6v_iFO6_dyc Abçs

    ResponderExcluir