Postagem em destaque

Os 3 níveis do horóscopo

sábado, 10 de outubro de 2020

Astrologia Esotérica - Conjunção Aquário 21 de Dezembro de 2020




AQUÁRIO

o portador da água”

Eu Sou a água da vida vertida para os homens sedentos”


Há muito tempo é um fato astronômico que da Terra e devido ao movimento da Precessão dos Equinócios¹ é possível observar a entrada do Sol no signo de AQUÁRIO. O anúncio de uma Nova Era, um longuíssimo percurso de 2400 anos que, sem lugar a dúvidas, terá uma enorme influência sobre todos os reinos da natureza, entre eles a humanidade.

A humanidade e “o Portador da Água, que vivo e emocional estimulará (mediante o efeito de sua força potente) os corpos astrais dos homens em prol de uma nova coerência, da fraternidade humana que ignorará as diferenças raciais e nacionais e conduzirá a vida dos homens para a síntese e a unidade. Vale dizer, uma onda de vida unificadora, de tal poder, que não podemos visionar agora, mas que - dentro de mil anos - terá fusionado o gênero humano em uma perfeita fraternidade.

M. Tibetano - Tratado sobre Magia Branca – Alice Bailey


Belas palavras! Que grande destino nos espera!

sábado, 15 de agosto de 2020

A CASA (COVID 19)




A CASA 

Não deixa ser curioso que o título deste artigo tenha vários significados, a começar pela própria astrologia,que usa este termo para dividir o mapa astral em 12 partes, ou seja em doze casas, para situar o tema no espaço e no tempo.

Muito embora este texto se destine ao leitor versado em astrologia, e mais genericamente em temas esotéricos, avisamos desde já que o título se refere simplesmente à casa onde habitamos. Talvez, esta palavra não tenha tantas vezes sido repetida como agora, desde que surgiu a pandemia do COVID 19.

Quem não ouviu até à exaustão a famosa sentença em vários idiomas: Fique em casa, Quédate en casa, Stay at home, Restez chez vous, etc....

quarta-feira, 22 de julho de 2020

VI Raio de Devoção ou Idealismo


Ama-me Arjuna, centra em Mim tua mente, dá-Me teu coração, prostra-te ante Mim e oferece-Me teu sacrifício e oração, faz de Mim tua meta suprema e assim, sem dúvida, chegarás Mim. (Bhagavad Gita – IX - 34)



O VI Raio de Devoção e Ideal Abstrato

O Sexto Raio que hoje nos ocupa foi o regente de toda a Era Peixes, (2300 anos) e, portanto, é uma energia que em nosso ambiente cultural está muito presente. Seus traços mais destacados no Reino Humano se manifestaram como o poder da fé, das crenças, do sentir, rezar, adorar, lutar e se sacrificar por um ideal, (causa ou ídolo).

Seu principal símbolo ou avatar foi o Homem na Cruz. O sacrifício de um Ser-Humano - Deus. A grandeza de Jesus, uma Alma de 6º Raio que demonstrou desde a mais extrema pureza e sensibilidade (Peixes) uma imensa devoção (6R) por Cristo, Seu ideal, o Amor na Humanidade, Deus no Coração. Jesus é a energia focal através da qual fluíram e fluem todas as maravilhosas bondades do 6R.

Outros símbolos ou ideais muito significativos da Era Peixes e seu Sexto Raio regente foram seus magníficos Barcos à Vela com seus Heroicos Marinheiros sulcando os oceanos pelo ideal do Novo Mundo; ou a lealdade do Cavalo, este formoso e sensível animal capaz de, sob as ordens de seu Amo (seu ideal), galopar até morrer; ou os grandes Místicos e sua Fé por se sentir próximo do seu ideal, “a visão do Amado”; ou as grandes Cruzadas e seus Guerreiros Consagrados que, sob o ideal da Santa Cruz, tantos seres-humanos sofreram; ou os Exércitos de Homens, Mulheres e Povos que pelo ideal de sua Mãe Pátria ofertaram a vida; ou então as imensas Catedrais que, com o sacrifício de seus milhares de trabalhadores, pedra por pedra anseiam tocar o Céu, Deus na alturas. 

Não menos importantes, equivocados ou não, foram e ainda são os ideais da Sagrada Família, do Trabalho e seu Esforço Compensatório, da Beleza em Deus, da Riqueza Material, da Propriedade Privada, da Superioridade do Homem sobre a Mulher, do Destino Divino da Raça Branca, da Mulher como objeto do Desejo, do Eu e sua experiência Romântica, do Mistério da Fé …, oh!, pelo Amor de Deus!, quantos homens e mulheres lutaram e ainda lutam e morrem por eles. Verdadeiramente nos goste ou não, sua lealdade e sacrifício foram a fonte de nossa atual existência ou realidade social. 

Mas em muitos sentidos já faz tempo que estes ideais são vistos como longínquos, não exercem magnetismo e, portanto, não são úteis, isto é, estão caducando, e uma clara manifestação psíquica disso é o decrescente entusiasmo cristão que se observa há décadas em nosso planeta.

Seráe já écom a Universalidade de Aquário e o Sétimo Raio de Organização, Ordem e Magia que a Nova Era, com as palavras fraternidade, liberdade, pluralidade, igualdade, trabalho grupal, solidariedade, globalidade, participação, comunicação, ciência, universo, tecnologia, psicologia, serviço, ecologia, inclusão …., nos está desenhando a raiz dos ideais com os quais se forjará a futura humanidade. Uns ideais que, devido às características da energias implicadas, serão menos emotivos, centralizados e reativos e si, mais práticos, flexíveis e universais.

segunda-feira, 18 de maio de 2020

O 3° Raio e o 5° Raio no horóscopo





O 3° Raio e o 5° Raio no horóscopo
Neste artigo vamos fazer um estudo sobre como o 3º Raio de Inteligência Prática e o 5º Raio de Conhecimento Concreto ou Ciência se refletem e se relacionam em uma carta natal. 
Para isso, primeiramente vamos expor um texto do Mestre Tibetano que nos fala de como a psicologia e a atividade humana afetam estes dois raios para, em seguida, na segunda parte, relacionar os dois raios com a astrologia esotérica, e finalizar com uma terceira parte mais prática, onde o exposto se relacionará diretamente com horóscopos concretos.
Nossa intenção é poder demonstrar que, em certa medida, os raios que regem uma consciência ou alma estão refletidos em seu horóscopo e para que isso seja verdade e para que este reflexo seja claro, referida consciência deve ter certo grau de evolução e exercer uma clara influência (normalmente através de sua vocação - trabalho) sobre seu ambiente social.

segunda-feira, 4 de maio de 2020

Wesak 2020 - Reflexões astrológicas no contexto atual





Introdução

É bem sabido que estamos diante de um momento chave na história humana, marcado pela entrada das energias próprias da Era de Aquário, que condicionarão a consciência humana pelos próximos dois mil anos.
Se han escrito muchos artículos analizando desde el contexto astrológico la llegada de esta Nueva Era como por ejemplo el de Iván Maldonado (“La batalla en los cielos ha comenzado”), donde se señala que en el año 2165 Urano hará conjunción con Neptuno en Acuario, marcando así simbólicamente la toma del “cetro” de Piscis (regido por Neptuno) y el inicio de la Nueva Era de Acuario regida por Urano y signada por la Reaparición de Cristo y la Exteriorización de la Jerarquía.
También en otro escrito inédito, realizado por el Maestro Tibetano Djwhal Khul hacia 1940, se dice que la Era de Acuario no empezaría sino hasta 177 años después, es decir, si hacemos la suma, en 2117. Otros autores de línea mas hinduista también se refieren a su inicio para el próximo siglo. E otros falam de 1945.
Por isso, cabe comentar que na astrologia existe o que se chama de orbes, que são espaços em que se encontram as auras ou campos energéticos de constelações e planetas, dando-se assim uma transição antes de um início estrito de certa influência. Os sensitivos podem perceber as energias antes que cheguem ao plano físico. Do mesmo modo, espera-se que as pessoas de orientação espiritual do planeta sejam as primeiras a captar e a trabalhar com essas energias entrantes pelo bem da humanidade. 
Podemos, inclusive, ir mais além, e dizer que o momento interno chave para que se veja no futuro o pleno florescimento das energias de Aquário é agora, e não dentro de um século. É o momento de dar aquele passo energético adicional e ganhar essa batalha.
Os astros dizem bastante deste processo, pois iluminam linhas de oportunidade e menor resistência, assim como as linhas gerais da mudança que pode vir.

domingo, 29 de março de 2020

A carta natal de Leonardo da Vinci



Leonardo da Vinci
A beleza aparece na vida e permanece imortal na arte”
No artigo a seguir, vamos fazer uma reflexão sobre a carta natal de Leonardo da Vinci, um dos maiores talentos do Renascimento, uma alma que, diante da transcendência de sua obra e figura através do tempo, certamente foi uma consciência altamente evoluída. Portanto, a análise de sua carta se baseará nesta premissa básica: o padrão energético de um horóscopo é condicionado, e inclusive regido, pelo nível evolutivo de seu dono
Como sabem, neste blog cremos na Reencarnação como a “lei de causa e efeito” que, através das diferentes vidas, permite à consciência (alma) adquirir experiência e perfeição e seguramente Leonardo da Vinci foi uma consciência que reencarnou com muitas vidas em sua existência.
Para tornar a reflexão mais compreensível, dividiremos a interpretação do horóscopo em 4 partes:
  • A primeira impressão – Síntese
  • Qualidade da Alma – Astrologia Esotérica
  • Aspectos entre planetas e seu papel psicológico
  • Tendências pessoais – Astrologia Exotérica

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

Níveis de consciência e sua interpretação astrológica






Como interpretar um horóscopo a partir dos diferentes níveis de consciência


Quando a própria pessoa ou com a ajuda de um astrólogo analisa seu horóscopo para melhor conhecer a si mesmo e assim melhor servir ao seu ambiente, deverá saber antes de tudo que o tipo de influência, compreensão e resposta a referido padrão celestial dependerá muito do tipo de consciência que seu dono ostenta.

Contudo, para tornar mais “fácil” esta análise, podemos dizer, com certas reservas devido à infinidade de matizes que entram em jogo, que basicamente há três níveis de consciência com seus respectivos 3 reflexos astrológicos e estes são: 

quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Feliz Natal






Feliz Natal

No compartilhar destas festas oculta-se a Unidade entendida como o Amor; o saber sorrir a seu redor como um ato de respeito ao seu interior.

Os livros esotéricos, religiosos ou filosóficos nos dizem com muita frequência que a “chave de ouro” para a prática espiritual é o saber compartilhar um espaço inofensivo. Aquele lugar, silêncio ou atitude, no qual a liberdade é o prelúdio para a expressão de Alegria.

Jesus, o Cristo, o Amor como o tesouro da Alma, Aquele que do menor tocou o maior, porque o Deus Pai tanto é a grandeza do Sol como a simplicidade de uma Flor.





O Natal é aqui pensado desde Gêmeos, por ser a dualidade que transmite este signo a possibilidade para a relação; a interação que nos ajuda a  compreender e a crescer em e através do Amor entendido como a relação includente.

Logos Astrologia Esoterica

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Alma e Personalidade (Integração)




A relação de Alma e Personalidade 
(Integração)


Alma e Personalidade


Nos textos ocultistas, esotéricos e também nos poemas de clara tendência mística, podemos ler que a primeira obrigação de todo bom “discípulo no caminho” é alcançar a integração entre a Alma e a Personalidade.  Sem este primeiro passo não pode haver um segundo.

A personalidade é uma força que consta de três forças menores, a chamada tríade básica inferior físico-etérica¹, emocional e mente concreta. Todas elas unidas criam uma personalidade forte, uma personalidade com um corpo emocional e mental expressando-se com “poder” (êxito) no plano material através do corpo físico-etérico.

É evidente que no mundo nem todas as personalidades são assim, mas que em grande maioria os desajustes e aspectos separatistas são mais que evidentes e muitas adoecem da “debilidade” ou do “excesso” de alguma de suas partes. Por exemplo, pode haver o caso de uma personalidade muito emotiva e com grande sensibilidade, mas de mente débil e que, portanto, devido ao condicionante que exerce o corpo emocional, muitas vezes mal interpretará suas capacidades de “sentir”, chegando inclusive a padecer em seu corpo vital (físico-etérico) o errado resultado deste “mal pensar”. Ou, por outro lado, pode haver o caso de um corpo mental poderoso que, por reflexo, terá a sensibilidade excessivamente controlada ou inibida trazendo consigo, e possuir uma grande inteligência, tristeza e/ou frieza emotiva para consigo mesmo e seu ambiente. Entre os dois exemplos, (devido às tendências e grau evolutivo da consciência + o carma), existem infinidade de matizes.

Mas que papel exerce a Alma nestes processos de integração da tríade inferior em um todo chamado Personalidade?

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

A casa 11




Astrologia Esotérica

O caminho Espiritual na roda zodiacal, entendida simbolicamente, arranca através dos tipos de significados e experiências que se refletem na casa 7/Libra, o lugar onde a relação entre as dualidades através da mente alcança o equilíbrio como primeiro passo para tomar a decisão de lutar pelo espiritual através da casa 8/Escorpião, a casa onde a desilusão é transcendida através da luta e sua experiência, o lugar onde ”as coisas” morrem, se transformam, trazendo consigo o desapego que através da casa 9/Sagitário, se manifestará como a liberdade mental para poder descobrir a correta atitude ou dharma que trará consigo, através da casa 10/Capricórnio, a realização superior, uma “revelação” ou “iluminação” que pela própria inércia do caminho e através da casa 11/Aquário, se utilizará para “iluminar” (servir) e interagir com a sociedade, os amigos, o grupo, uma diversidade livre e em expansão que finalmente, e através da casa 12/Peixes, se diluirá “no oceano da vida”, a Humanidade Una

Na realidade, esotericamente os 12 signos são os 6 ou os dois triângulos entrelaçados que simbolizam a união do céu e da terra, o Espírito e a Matéria. Portanto, e utilizando um par de signos como exemplo, falar da casa 1/Áries é o mesmo que falar da casa 7/Libra, porque o “eu” (casa 1) se relaciona e atua inspirado pelo “tu” (casa 7) e o “tu” se reconhece a si mesmo graças ao impulso do “eu”, sendo os dois em essência uma unidade. A bem dizer, não é a mesma coisa o impulso equilibrado e o equilíbrio que gera o impulso?

Neste artigo e no próximo falaremos sobre as casas 11 e 12 respectivamente, duas casas que, como são as duas últimas resultantes do caminho, trazem consigo um profundo significado.







A casa 11

Exotericamente, a casa 11 é chamada da casa dos amigos, das atividades sociais e da multiplicidade de desejos que estas comportam, daí que seja também chamada a casa dos desejos em contraposição ao desejo centralizado da casa 2, mais concreto e terreno. Em grande medida, é também a casa das finanças, pois a vocação expressa na casa 10 em sua expansão para a casa 11 comporta reconhecimento social e, a não ser que outros aspectos do horóscopo o neguem, também remuneração econômica. Na casa 2 está o dinheiro, o ouro em si mesmo e o desejo de possuí-lo, na casa 6 está o esforço para materializá-lo e na casa 11 está o como este dinheiro ou riqueza nos chega e se distribui através da sociedade. 

Esotericamente, o desejo de adquirir posses refletido exotericamente na casa 2 é o desejo sublimado ou aspiração espiritual que na casa 6/Virgem se esforça por construir um caráter inspirado no Amor interno (consciência) que a Virgem (matéria) custodia, um caráter que posteriormente, através da casa 11/Aquário, será “a água da vida”, “o Filho em ação”, a exteriorização ativa daquela nova personalidade/consciência primeiramente desejada na casa 2 e posteriormente construída (trabalhada) na casa 6.

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Jesus de Nazaré




O horóscopo de Jesus de Nazaré 


Reflexões esotéricas sobre uma carta astral excepcional

Neste artigo é nossa intenção fazer uma análise sobre uma possível carta natal atribuída a Jesus. Para ter mais informações sobre os detalhes de sua procedência, descoberta e primeira impressão, clicar no seguinte link:  mapa-natal-de-jesus-de-nazareth

Para fazer a reflexão a seguir, utilizamos os conceitos-chave da Astrologia Esotérica ou Astrologia da Alma exposta por Alice Bailey, base principal de nossos estudos. É uma verdade para nós comprovar que quanto mais evoluída é a Alma reencarnada, mais reais se tornam os preceitos de referida astrologia. No entanto, podemos assegurar que a carta que hoje expomos se adapta de forma muito contundente às análises e técnicas de outras escolas de astrologia.

Neste sentido, somos conscientes da nossa coragem, mas frente a um horóscopo tão excepcional é para nós uma “obrigação” utilizar nossos conhecimentos esotéricos para aprofundar sobre o quê e como referido padrão energético afetou seu dono, ou talvez, melhor dizendo, seu dono utilizou. Por outro lado, somos conscientes de que a análise que hoje lhes apresentamos bem poderia variar à medida que logicamente nós, como consciências em evolução, também variamos nossa percepção. Analisamos, pois, um personagem chave da história da humanidade e, portanto, é preciso ler este artigo com uma mente aberta e generosa.

É nossa intenção compreender Jesus de uma perspectiva mais atual (psicológica, aquariana e esotérica) e não tão sentimental, já que consideramos que, através da história, foi ressaltada em excesso a dramática imagem de Jesus cravado na cruz e pouco demais Suas esplêndidas atitudes evidenciadas nos Evangelhos.

Para compreender melhor este excepcional padrão celeste, dividiremos a análise em três seções, a primeira enfocada em Sua força pessoal, a segunda mais baseada no aspecto mãe ou Sua tríade lunar de expressãoe a terceira baseada na qualidade ou energia principal de Sua Alma, deixando uma quarta seção para uma análise posterior que se centrará nos aspectos da carta que melhor refletem Seu mestre o Cristo*

Antes de começar, constatamos que mais abaixo em letra pequena estão especificados vários pontos esotéricos e exotéricos que consideramos importantes para compreender melhor a reencarnação deste grande Avatar e Suas circunstâncias.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Um estudo esotérico da carta nacional do Brasil







BRASIL

Iniciamos este novo artigo com a intenção de aprofundar as tendências astrológico-esotéricas do Brasil. Verdadeiramente, isto é um grande desafio, pois fazemos referência a uma grande nação que, nas próprias palavras do Mestre Tibetano está destinada a “representar uma futura grande civilização vinculadora e interpretativa, baseada no desenvolvimento da consciência abstrata, mescla de intelecto e intuição, que revelará o aspecto sabedoria do amor em toda sua beleza”.*

Assim, pois, nos encontramos diante de uma Nação* para a qual está reservado um grande destino, mas não devemos esquecer, como nos adverte o Mestre, que “o período de desenvolvimento desta grande civilização se encontra ainda muito distante (segundo Ele, “milhares de anos”) para fazer conjecturas antecipadas". Ponhamos, pois, um olhar neste distante e luminoso futuro, mas sem esquecer por um momento seu passado e realidade atual.

Sabemos, pelo que nos diz Alice Bailey, que o nível de consciência do Brasil está no caminho de provação e avança rapidamente”Para entendermos melhor, o Caminho de Provação é aquela atitude psicológica que evoca aquelas experiências (provas) que permitem à entidade em questão (um indivíduo, grupo ou país) fixar a consciência nas tendências espirituais e assim transitar o Caminho do Discípulo. Até que assim seja, o caminho do probacionário se move nos significados exotéricos da Cruz Mutável dos Céus, isto é, a consciência é mutável e varia entre o desejo do material e o esforço para o espiritual, sendo o dever desta consciência consumar sua subida para a Cruz Fixa dos Céus através da transmutação do desejo em aspiração. Este enfoque do desejo permite à consciência estruturar um trabalho mais espiritual, disciplinado e perseverante.