segunda-feira, 21 de março de 2016

As 3 cruzes astrológicas







Os 12 signos do zodíaco sinalizam em si mesmos um profundo significado de UNIDADE, uma unidade que podemos descascar e compreender melhor através do significado das Três Cruzes: a divisão da Unidade em 3.


As Três Cruzes e suas implicações psicológicas


A Cruz Cardinal é formada por Áries, Câncer, Libra, Capricórnio, o 1-4-7-10. Esta Cruz está relacionada, por ser a primeira, com todos os começos, “a mente cósmica”, o Propósito da Vida Una que traz consigo sua criação. A entrada do Sol em cada um dos 4 signos desta cruz marca o começo de cada uma das 4 estações do ano.

Pela psicologia, é a cruz relacionada com o aspecto Espírito – vontade – propósito e mente no ser humano. Um aspecto que, em uma consciência evoluída, se manifesta como vontade-para-o-bem, isto é, uma consciência com um poder mental dirigido e dinâmico; um espírito capaz de irradiar na Terra os “planos da mente cósmica”.



A Cruz Fixa é formada por Touro, Leo, Escorpião, Aquário, o 2-5-8-11. Esta Cruz está relacionada, por ser a segunda, com “a emoção divina” ou o Amor da Vida Una. É a substância mediadora entre “aquele” (propósito) que quer se manifestar e a matéria-forma que deve acolhê-lo

Pela psicologia, é a cruz relacionada com o aspecto Alma - amor – intuição e emoção, a capacidade sensível vinculada ao desejo-aspiração. Uma sensibilidade que em uma consciência evoluída fica “fixada” como uma atitude auto-observadora e empática com seu entorno, intuitiva, incluente, construtora e curadora. Uma fixação que, por própria necessidade, (ou tensão autocriada), é capaz de transmutar o desejo em aspiração para, posteriormente, assim invocar a intuição.



A Cruz Mutável é formada por Gêmeos, Virgo, Sagitário, Peixes, o 3-6-9-12, e por ser a terceira está relacionada com “a matéria cósmica”. O aspecto Atividade da Vida Una, regida pelas leis mutáveis e inerentes à mesma matéria.

Psicologicamente falando, é a cruz relacionada com a Personalidade, o aspecto inteligente/prático do corpo físico/etérico* que, através de uma consciência egoísta, se expressa condicionado pelo desejo-pensamento caprichoso e instável, e que, através de uma consciência evoluída, se expressa como a correta ação (ou dharma), a responsabilidade expressa através do bom caráter ou personalidade purificada. Neste último caso, o bem fazer sempre é inspirado pelo bom senso, a atividade prática ou inteligente que toda consciência evoluída reconhece como indispensável para levar a cabo a correta ação.



Vontade  - Amor - Atividade Inteligente



*Temos de entender por corpo etérico como a contraparte energizada do corpo físico denso. A qualidade energética de referida contraparte dependerá do nível evolutivo da consciência reencarnada, assim como de suas tendências cármicas.






O papel dos signos do zodíaco através da Cruz Fixa

Visto da ordem natural dos signos, a inter-relação entre as 3 cruzes e seus signos pode ser abordada, segundo a consciência implicada, de diferentes pontos de vista, mas, deste blog, onde basicamente trabalhamos através do significado do aspecto Alma ou Energia Amorosa Mediadora, abordaremos referida inter-relação da posição intermediária (mediadora) que a Cruz Fixa tem na ordem natural dos céus.

Psicologicamente falando, nas palavras de DK-Alice Bailey, o significado da Cruz Fixa se reflete em “aquele estado de consciência alcançado quando, por um toque de iluminação ou intuição (não importa a brevidade do lampejo) se obtém certo contato com a Alma”. A partir de então, tal consciência toma para si mesma uma “atitude fixa”: um não querer repetir erros do passado, uma constante (re)orientação ou caminho do meio do qual se re-conhece, se compreende, se compromete e se ativa a si mesma através do respeito/serviço (Amor) para com seu entorno.

Relação entre signos partindo da cruz fixa

                    TOURO (da Alma) é o desejo ou emoção transmutado em aspiração, atitude que permite relacionar o poderoso e unificado primeiro impulso mental de Áries com as interativas dinâmicas duais que manifesta Gêmeos através do corpo etérico-matéria. Desta relação nasce a correta reorientação. Mente e corpo vinculados através da motivadora aspiração.



                   LEÃO (da Alma) é a autoconsciência, o “Eu Sou”, a individualidade que permite relacionar a forma* reencarnada em Câncer, com o princípio construtor incluente, (também chamado princípio crístico), que Virgem, (a mãe virgem), nutre no interior mesmo de tal forma ou matéria sensível reencarnada. Desta relação nasce a consciência incluente.



                   ESCORPIÃO (da Alma) é a capacidade de transmutar a força da decepção, que traz consigo o desejo egoísta, na constante luta que permite relacionar a mente equilibrada de Libra com a energia visionária e otimista de Sagitário. Desta relação nasce o objetivo: a atitude espiritual enfocada.



                    AQUÁRIO (da alma) é a qualidade intuitiva grupal ou social fraternal que permite relacionar o magnífico poder de materialização de Capricórnio com a característica sensibilidade psíquica de Peixes. Desta relação nasce uma expressão objetiva do princípio crístico antes mencionado de um enfoque mais subjetivo na relação Câncer-Leão-Virgem, os três signos opostos a esta última tríade, verdadeiramente em astrologia podemos bem dizer que tudo é relação.



*Quando falamos da forma em Câncer, fazemos referência àquela forma lunar que reencarnada aglutina em si mesma como um todo a forma mental concreta - corpo emocional e corpo físico. Não nos esqueçamos de que em última instância a tríade lunar é a vontade de Deus para Sua expressão na forma ou aparência. Para mais informações consulte o artigo: “a lua para a astrologia esotérica”, publicado o 18-07-15.







O horóscopo através das 3 Cruzes

(técnicas de interpretação astrológica)


Bem, quando se quer interpretar um horóscopo através das Três Cruzes é imprescindível observá-lo a partir da síntese, aquele olhar que, sem deixar de atender à razão dos detalhes, só compreende de um todo unificado.

Os pontos-chave que há de ter em conta na interpretação de um horóscopo para alcançar a síntese que propõem as Três Cruzes são:

 O primeiro e mais importante é conhecer e afinar o nível evolutivo da consciência do sujeito dono do horóscopo.

O segundo é procurar reconhecer o Raio da Alma de referido sujeito. (Se este ponto não for possível, tomar então como segundo ponto de referência central, o signo ascendente e seu regente esotérico)

Uma vez fixados na consciência estes dois primeiros pontos, e não antes, podemos encarar então o horóscopo a partir dos seguintes pontos-chave:

O signo solar: este signo ativa muito profundamente o significado da cruz onde está situado.

Os planetas angulares muito próximos às cúspides das casas 1-4-7 ou 10 ativam poderosamente também a cruz onde estão situados.

Os nodos lunares e a lua ativam significativamente a cruz onde estão situados.

Toda oposição, quadratura, t-quadrada ou grande quadratura ativa fortemente a cruz onde se forma.

Um planeta isolado em uma cruz determinada, sobretudo se for angular, dá por si só uma poder muito significativo a esta cruz.

À falta de planetas em uma cruz é muito importante atender as casas onde simbolicamente se refletem os significados de referida cruz. Isto é, por citar um exemplo, se não há planetas nos signos da Cruz Fixa, se faz importantíssimo prestar atenção aos planetas que há nas casas 2-5-8-10, embora não estejam em signo fixo.

Refletir profundamente sobre o significado do Signo Ascendente e seu regente esotérico, por ser neste signo onde reside a qualidade definitiva que sintetiza o caminho ou tendência principal a seguir entre as 3 cruzes implicadas.

E, finalmente, dar-se um tempo para a reflexão, aquele silêncio que invoca a intuição ou síntese.



Para uma maior compreensão deste último parágrafo técnico-prático, em breve publicaremos um exemplo baseado no horóscopo de Alice Bailey, no qual daremos prioridade, na interpretação, ao significado que nele têm as 3 cruzes.



David C.M. (logos.astrologiaesoterica@gmail.com)