sábado, 11 de dezembro de 2010

Sagitário

Joanna García

Cordiais saudações
Depois de umas energias muito carregadas vividas durante os dias de Escorpião, a pressão transmutadora nos levou a uma viagem às vezes forçada para o nosso interior. A busca de novas verdades e a morte simbólica de processos mentais e emocionais, se fizeram inevitável.
Todos esses processos aliviaram possivelmente mais de cremos a nossa equipagem, preparando-nos para receber a mensagem e a energia de um dos Signos mais belos e livres do Zodíaco;  Sagitário.
Júpiter volta a se encontrar em um terreno em que se sente sereno, renovado depois da "movida” interior de Escorpião e agora é possível observar se algo em nosso interior é detonado desde  Sagitário e seu Signo complementar, Gêmeos.
Dois são os importantes significados que se produzem e, embora em diferentes dimensões, oferecem uma mesma oportunidade e responsabilidade.
A importância e a qualidade da palavra, da linguagem que empregamos ao falar e especialmente, ao pensar, já que é essa a forma em que intimamente permitimos que a alma se comunique conosco.
O dom da mente é um de os maiores dons que possui o reino Humano, sendo também uma das suas maiores responsabilidades.
Dos Trabalhos de Hércules, outorga-se uma tremenda importância ao insuportável ruído com os que determinados pássaros atormentavam até a loucura as pessoas do povoado.
Esse mesmo tormento é o que o pensamento incontrolado, as dúvidas, críticas,  temores e emoções, são emitidos pela personalidade e afastam a nosso autêntico Ser.
Júpiter representa toda a estrutura humanística e filosófica que conseguimos ciclo após ciclo, expressando-se através da necessidade da comunicação com outros seres.
A sétima Casa desde Sagitário é sempre Gêmeos, pelo qual nosso centro laríngeo está mais preparado que em outros momentos do ano para a palavra, bendito dom que nos diferencia de qualquer outro reino da natureza.
Qualquer pessoa que compreenda a importância da comunicação, sente alegria quando chega o mês de Sagitário.
Disse Parvathi Kumar: "Sagitário é o melhor dia de todo o Ano Solar para a iniciação".
Com maior ou menor tino, estamos todos no caminho da busca espiritual e é este um mês para não deixar de aproveitar um só dia. "Júpiter está em seu lar".
Cada uma das Doze Casas tem um especial interesse em nossa vida, todas elas são partes essenciais do nosso interior e de nossas vivências exteriores, mas talvez a Casa Nove possa nos mostrar a ampla avenida por onde fluem as mensagens da Alma.
É a Casa da Alma; nela encontramos nossos desejos de autenticidade, de alegria de viver tanto o cotidiano, como o que consideramos especial.
É esse um dos motivos deste mês ser tão especial. Em todos nós está vibrante uma Casa Nove sob o Signo que for, mas com a energia subjacente de Sagitário. No tema de todos, está situado Júpiter e desde a Casa onde emite sua forte energia, está falando de Casa Nove e de Sagitário.
É um momento magnífico para observar se esse Planeta sobre cuja energia “Deus se apóia”, tal como diz o Mestre Tibetano, apresenta por nascimento algum conflito. Meditando nele, intuiremos como equilibrá-lo. Os trânsitos que desde o firmamento afetam os componentes mencionados, nos ajudam ao que desde há eões decidimos: alcançar a perfeição.
O Fogo de Sagitário e o Ar de Gêmeos, são um amável gesto para uma maior oportunidade de comunicação em todos os âmbitos da nossa vida.
Leituras, livros, editoriais, projetos para plasmar em um livro, as inquietudes que a Alma emite… todo isso adquire maior poder neste mês.
As Luas em Sagitário, ainda não sendo seu Elemento idôneo, têm uma grande profundidade, um forte amor pelo ensinamento e facilidade para traspassar o que se sente no interior.
Um abraço cordial neste belo mês que começa.
Desde o coração,
Joana

Nenhum comentário:

Postar um comentário